Blog do Abilio Diniz

Arquivo : outubro 2016

São Paulo vence e vai se afastando do rebaixamento
Comentários 17

Abilio Diniz

Boa vitória do São Paulo contra a Ponte Preta. Classifico como boa, porque os três pontos conquistados hoje afastam muito o time da zona do rebaixamento. Como torcedores, estamos felizes que esse risco está diminuindo aos poucos.

Mas a que ponto chegou o São Paulo e os são-paulinos. Comemorar o afastamento da zona do rebaixamento. Justo o SPFC de tantas glórias e conquistas. 2016 é um ano amargo, um ano perdido para o São Paulo.

O time hoje venceu por 2 x 0, mas não jogou bem. A Ponte Preta teve reais condições de empatar e até de virar o jogo. Ainda bem que não conseguiu nada disso.

O São Paulo começou o jogo com dois garotos da base no ataque, David Neres e Pedro. Só que, principalmente no primeiro tempo, eles ficaram muito isolados e pouco participaram do jogo.

David Neres é muito habilidoso, mas alguém precisa encostar para poder aproveitar de seus passes. Se isso tivesse acontecido, certamente o time teria tido melhor desempenho.

Mesmo assim, o gol de pênalti do peruano Cueva garantiu ao SPFC a vantagem no placar na primeira etapa.

No segundo tempo, quando a Ponte Preta ameaçava, o São Paulo matou o jogo com David Neres concluindo para o gol depois de boa troca de passes do time.

Foi uma vitória muito importante. Nesse momento, é preciso ter resultados positivos para recuperar a confiança e deixar o grupo mais motivado.

O próximo adversário é o último colocado na tabela e já praticamente rebaixado. Embora a partida seja fora de casa, o SPFC tem condições de conquistar mais uma vitória e aumentar suas chances de fugir do rebaixamento.


Estatuto é a chance de modernizar o SPFC
Comentários 6

Abilio Diniz

Recentemente utilizei esse espaço para me manifestar em relação a uma entrevista de Júlio Casares, conselheiro do São Paulo, falando com muita clareza sobre o momento do clube. Citei que era um exemplo de que algo efetivamente concreto estava acontecendo.

As pessoas que vivem o dia a dia do SPFC estão se posicionando publicamente e isso é um ótimo sinal porque dá ao sócio e ao torcedor a noção exata do que acontece com seu clube.

Mais uma prova de que isso é verdade foi a entrevista dada pelo conselheiro Olten Ayres de Abreu Junior ao blog do jornalista Jorge Nicola (http://bit.ly/2e7rcf0).

Desta vez, é um dos líderes da oposição são-paulina, com história dentro do clube, que se manifesta apontando os graves erros da gestão atual. Ele coloca que a solução para salvar o São Paulo é a elaboração de um novo estatuto que garanta a gestão profissional, com governança corporativa e participação direta do sócio do clube.

Todos sabem que estou me dedicando a ajudar na confecção desse estatuto. O São Paulo precisa ser administrado de maneira transparente por profissionais competentes e especializados em cada área e não através de um processo quase que ditatorial, que deixa o poder concentrado nas mãos de apenas uma pessoa.

Tão importante quanto isso é a participação efetiva dos sócios e conselheiros nas decisões sobre o clube.

Um bom estatuto será a maior conquista do São Paulo para o futuro.


São Paulo luta até o final e vence o Fluminense de virada
Comentários 10

Abilio Diniz

Que vitória espetacular. Parabéns aos jogadores e ao técnico Ricardo Gomes, que conseguiram superar as dificuldades de sair perdendo a partida, além da pressão de iniciar a rodada apenas uma posição fora da zona de rebaixamento.

Venho dizendo há tempos. O problema do São Paulo não é o elenco. O que dificulta é uma gestão amadora e sem planejamento. Sobrou para o elenco resolver a situação. E eles hoje resolveram.

No segundo tempo, os jogadores mostraram garra, vontade e muita entrega. O time buscou a virada até o final, mesmo perdendo gols incríveis. Aquilo que podia desanimar os jogadores se reverteu em persistência e o prêmio acabou vindo em forma de vitória.

Foi ótima a participação de David Neres na partida. O garoto entrou muito bem no jogo e foi um dos grandes responsáveis pela melhora do time. Espero que ele tenha mais oportunidades.

Deu gosto de ver no rosto dos jogadores a felicidade de conseguir mudar o resultado da partida por méritos exclusivos deles e do treinador.

Que os cartolas observem o exemplo desse grupo e deixem a soberba de lado. O jogo de hoje foi uma prova de que, com dedicação e humildade, se chega ao sucesso.

O torcedor do São Paulo está orgulhoso de sua equipe.


Este é o momento de mudar o São Paulo
Comentários 21

Abilio Diniz

Neste momento difícil do SPFC, tenho procurado pegar leve nas críticas e ser generoso nas palavras de incentivo ao elenco.

Mas decidi me manifestar porque algo novo começa a surgir no São Paulo. A entrevista de Júlio Casares ao Blog do Alexandre Praetzel, aqui no UOL, é corajosa e me deixou animado.

Júlio é conselheiro de longa data e ativo participante da vida do clube. Seu posicionamento é corajoso porque Júlio faz parte do mesmo grupo político do Leco, o Participação, tendo inclusive sido eleito para presidi-lo no mês passado. Na entrevista (http://blogdopraetzel.blogosfera.uol.com.br/2016/10/14/casares-quer-gestao-radical-e-profissional-no-sp-apos-mau-desempenho/), Júlio analisa com clareza o momento que o São Paulo passa e apoia propostas capazes de tirá-lo da crise, defendendo um choque radical de gestão profissional.

As palavras de Júlio ajudam o são-paulino a entender a situação de nosso clube do coração, apesar das tentativas da atual gestão de esconder seu fracasso.

No final do ano passado, Leco interveio no futebol dizendo que queria modernizar o SPFC. Mas, diante dos fatos e dos resultados, o são-paulino se pergunta: Qual foi a modernização que Leco trouxe? O clube nunca esteve em situação tão ruim e absurda como a atual.

Não adianta culpar jogadores e técnicos. Não adianta tirar Ricardo Gomes e colocar outro. O SPFC está fora dos trilhos, com moral baixa, sem capacidade de gestão. E a culpa é dos cartolas de plantão.

Muita gente diz que o Leco é meu desafeto. Grande engano. Escolho meus desafetos, e entre eles não estão campeões apenas da soberba.

Eu só quero o melhor para o time pelo qual sou apaixonado.

O São Paulo precisa acordar. Conselheiros, sócios, sócios-torcedores, torcedores, que são os verdadeiros donos do clube, precisam conhecer a realidade e se mobilizar para ajudar o nosso clube do coração.

Temos um novo estatuto a ser feito agora. Tenho procurado ajudar na sua elaboração. Ele pode trazer de fato modernidade e soluções que coloquem o SPFC novamente na liderança do futebol brasileiro e mundial. Isso só virá com gestão profissional de verdade, afastando esse modelo em que o clube é dirigido apenas por uma pessoa, em caráter quase ditatorial. É preciso uma governança moderna e transparente, executada por profissionais competentes, que permita a participação de todos, inclusive de sócios e sócios-torcedores.

Todos nós são-paulinos devemos nos unir e fazer alguma coisa pelo time. É preciso aprovar um estatuto condizente com as necessidades de um clube de futebol moderno e eficiente. Antes que seja tarde.

Este é o momento.


Nova derrota do São Paulo mantém time perto da zona do rebaixamento
Comentários 23

Abilio Diniz

Mais uma derrota do São Paulo no Campeonato Brasileiro. Já é a 12ª em 30 jogos. Foram apenas nove vitórias e um aproveitamento ridículo de 40% dos pontos disputados.

O time ocupa a 14ª colocação e tem que agradecer por não ter caído ainda mais na tabela porque seus concorrentes diretos contra o rebaixamento, Vitória, Internacional e Sport, também perderam.

A que ponto chegaram as coisas. O torcedor são-paulino ter que se preocupar em olhar a tabela e fazer contas para o time não cair para a Série B.

Na partida de ontem, achei que o São Paulo foi superior no primeiro tempo, mas não soube aproveitar as oportunidades que criou, principalmente nos minutos finais.

No segundo tempo, em uma falha grosseira de marcação logo no minuto inicial, o Santos abriu o placar. O SPFC sentiu o golpe e levou tempo para voltar ao jogo.

Enquanto isso, o Santos se plantou na defesa e tocava a bola apenas esperando a oportunidade de matar o jogo.

O São Paulo passou a pressionar o adversário, mas faltou competência para, no mínimo, chegar ao empate.

Segue o calvário do SPFC. São oito jogos para o final do Campeonato Brasileiro. O time está apenas a três pontos da zona do rebaixamento e terá partidas duríssimas pela frente.

Já são cinco jogos sem vencer e em um momento crucial da competição. Tomara que a equipe tire forças para retornar logo ao caminho das vitórias. O torcedor espera muito por isso.


Seleção Brasileira: 100% de aproveitamento e liderança com Tite
Comentários 3

Abilio Diniz

Incrível o começo de trabalho de Tite na Seleção Brasileira. São quatro jogos, quatro vitórias, 12 gols marcados e apenas um sofrido. Os números são incontestáveis e comprovam na prática o que todo mundo está vendo: o Brasil agora é uma equipe de futebol.

A nossa Seleção ocupava apenas o 6º lugar quando Tite assumiu. Hoje é o líder das Eliminatórias. E o melhor: jogando bem.

A exibição desta terça-feira não foi de gala, como contra a Bolívia, mas o domínio do jogo foi completo. O gramado era muito ruim e a chuva dificultou bastante o bom futebol. Mesmo assim, os jogadores brasileiros controlaram a partida com muita tranquilidade.

As triangulações e a aproximação entre as linhas continuaram sendo vistas neste jogo. Como nas últimas partidas, o Brasil não deixava o time da casa criar nenhuma jogada.

Os atacantes pressionavam o adversário, e em uma saída de bola errada do goleiro, Gabriel Jesus marcou um golaço, com um toque de craque por cobertura, logo no começo do jogo.

O ritmo diminuiu um pouco depois do gol, mas mesmo assim, o Brasil desperdiçou pelo menos duas chances de ampliar o placar.

Quando a Venezuela voltou do intervalo disposta a procurar o empate, o Brasil matou o jogo com Willian.

Hoje dá alegria torcer pelo Brasil. Esse talvez seja o maior resultado que a Seleção comandada por Tite tenha conseguido.


Goleada e bom futebol do Brasil
Comentários 9

Abilio Diniz

Como é bom voltar a ter gosto de assistir a um jogo da Seleção Brasileira e torcer por ela.

O Brasil fez o que deve ser feito contra equipes mais fracas. Apertou a marcação, sufocou e impôs seu ritmo de jogo. Quando a Bolívia acordou, já estava perdendo por 4×0.

O segundo tempo foi também de total domínio brasileiro e o gol de Roberto Firmino deu números finais ao placar.

Com Tite no comando, o bom futebol retornou. Além de vermos uma equipe com esquema tático, jogadas ensaiadas, triangulações, é possível observar também as individualidades se sobressaindo.

Neymar, Gabriel Jesus, Philippe Coutinho, Renato Augusto, por exemplo, tiveram ótimo desempenho porque o coletivo esteve muito bem.

É possível notar que os jogadores estão verdadeiramente motivados em atuar pela Seleção. O time joga com confiança e alegria.

E essa felicidade se reflete no torcedor. Hoje se comenta sobre a partida da Seleção. Quem gosta de futebol voltou a sentir prazer em ter o “compromisso” de assistir ao jogo do Brasil.

Não dá para dizer que a classificação para a Copa da Rússia está garantida. Mas as três vitórias seguidas da Era Tite e o bom futebol do time fazem a luz do fim do túnel, que antes estava pequena e fraca, estar cada vez mais forte e maior.


Empate não melhora as coisas para o São Paulo
Comentários 27

Abilio Diniz

Mais um empate que mantém o sinal de alerta ligado. São Paulo e Sport fizeram um jogo razoável na Ilha do Retiro. O resultado acabou sendo merecido pelo desempenho das duas equipes.

Os times criaram várias oportunidades de gol durante a partida. Mas é interessante notar que todas as chances nasceram muito mais por falhas das defesas do que por mérito dos atacantes.

É muito claro perceber que o São Paulo é um time inseguro. Nem mesmo o gol de Thiago Mendes foi suficiente para acalmar o time. Em vários momentos do jogo era notório perceber que faltava tranquilidade para os atletas tomarem a melhor decisão.

No segundo tempo o panorama da partida não se modificou. Os times seguiram aproveitando os erros dos sistemas defensivos e chegando com possibilidades de marcar. Mesmo assim, o placar não mudou mais.

Uma pena que, mesmo com a qualidade do time do Sport deixando a desejar, o São Paulo não tenha conseguido vencer o jogo e aumentar a diferença para um concorrente direto na briga pelo rebaixamento.

Será assim até o fim do Campeonato Brasileiro. Jogos difíceis, nervosismo em alta e muita torcida para que o SPFC saia dessa situação desconfortável.

Tomara que o time engate uma sequência de bons resultados e deixe rapidamente esta zona de perigo.


Empate ruim para São Paulo e Flamengo
Comentários 8

Abilio Diniz

Em um jogo sofrível, o empate foi um resultado ruim para São Paulo e Flamengo.

O São Paulo entrou em campo consciente de sua inferioridade técnica e procurou, desde o começo, travar o jogo e impedir o Flamengo de impor sua tática.

Ricardo Gomes armou o time com o que tem de melhor a sua disposição, mas faltou qualidade. A equipe não conseguiu executar jogadas mais ensaiadas e criativas.

O Flamengo não soube como sair da retranca são-paulina. Faltou criatividade e, sobretudo, velocidade para os cariocas.

No segundo tempo, o São Paulo pareceu cansado e até desinteressado. Aliás, a impressão que se teve do jogo é que o empate estava de bom tamanho para ambos.

Menos ruim para o Flamengo, que continua em 2º lugar.

O São Paulo perde uma posição caindo para 13º, podendo chegar ao 14º posto e ainda segue próximo da zona de rebaixamento.

O perigo continua.


< Anterior | Voltar à página inicial | Próximo>