Blog do Abilio Diniz

Arquivo : julho 2016

Morumbi lotado não merecia isso
Comentários 24

Abilio Diniz

Foi uma pena. O torcedor fez sua parte. Lotou o Morumbi e deu ao São Paulo o recorde de público deste Campeonato Brasileiro, com quase 55 mil pessoas. Pena que o resultado não foi o esperado.

O empate por 2 x 2 contra a Chapecoense é daqueles resultados para se lamentar. Os três pontos de hoje estavam na conta do torcedor e, certamente, da comissão técnica e direção. Vai ter que recuperar fora de casa.

Quem foi ao Morumbi ou assistiu à partida pela TV, viu um São Paulo jogando péssimo futebol no primeiro tempo. Tanto que já perdia por 2 x 0 com 12 minutos de jogo. Uma vergonha.

O time não acertou nada. Não conseguia trocar passes, criar jogadas e chegar com inteligência ao ataque. Michel Bastos e Thiago Mendes estiveram muito abaixo e a defesa falhou nos dois gols.

No segundo tempo, o São Paulo melhorou um pouco e tentou ir para cima da Chapecoense. Cueva diminuiu o placar depois de boa jogada de Centurion e empatou de pênalti, já no final do jogo.

Valeu pela luta dos jogadores são-paulinos no segundo tempo. Mas falta muito.

Bauza precisa urgentemente encontrar uma maneira de o São Paulo jogar sem Ganso e Calleri. O time atua mal, não tem jogadas, nem alternativas táticas.

É inadmissível um time como o São Paulo sofrer para empatar com a Chapecoense em casa, com o Morumbi lotado. Isso sem contar as duas grandes defesas de Dênis no fim do jogo que, se não tivessem acontecido, transformariam o resultado em uma catástrofe completa.

São três jogos sem vencer no Campeonato Brasileiro depois da eliminação na Libertadores. Se o São Paulo não acordar logo, o G4 vai acabar ficando cada vez mais distante. É muito pouco para um time do porte do SPFC.


São Paulo perde e segue distante da liderança no Brasileirão
Comentários 23

Abilio Diniz

Foi uma partida muito ruim em Porto Alegre. O jogo foi truncado, cheio de erros de passes e com domínio total do Grêmio que, mesmo sem fazer uma apresentação excepcional, teve muito mais posse de bola, principalmente no primeiro tempo.

Denis foi o melhor homem em campo com uma grande atuação, salvando o São Paulo de levar uma goleada.

Aliás, o tricolor paulista continua sendo um time sem esquema tático, confuso e sem nenhuma jogada eficiente, a não ser o chuveirinho.

Tenho evitado fazer muitas críticas, mas não acredito que o torcedor são-paulino esteja satisfeito com as atuações do time. É visível que a equipe pode render mais.

Neste ano, o São Paulo perdeu 17 dos 46 jogos oficiais que disputou. O time foi derrotado o mesmo número de vezes que ganhou. O aproveitamento de pontos na temporada é de 45%. É uma campanha digna das tradições do São Paulo?

Tenho dito repetidamente que o São Paulo tem elenco capaz de enfrentar qualquer equipe do Campeonato Brasileiro. É evidente que as perdas de Ganso e Calleri serão muito sentidas, mas dá para jogar um futebol melhor.

Entendo que os jogadores não são o principal problema do SPFC. É preciso um comando técnico e tático mais eficiente para conseguir tirar o melhor de todos. Mais do que garra e disposição, um campeonato se ganha com desempenho e não é possível observar uma regularidade de boas partidas são-paulinas.

Este Brasileirão especificamente tem mostrado um nível técnico baixo. A vitória de hoje deixou o Grêmio em 3º lugar, com o mesmo número de pontos que o Corinthians, que empatou no Itaquerão com o Figueirense. O líder, Palmeiras, perdeu em casa para o Atlético. Os resultados mostram que o campeonato está indefinido.

Se o São Paulo estivesse se apesentando melhor em campo, poderia estar facilmente brigando pelas primeiras posições da tabela e não ocupando um modesto 9º lugar, com dez pontos de diferença para o líder.


São Paulo empata em primeiro jogo pós-Libertadores
Comentários 15

Abilio Diniz

Em um jogo de qualidade técnica baixa, São Paulo e Corinthians empataram em Itaquera. Foi um 1 x 1 com cara de 0 x 0. Muita luta, garra, disputa no meio-campo, mas poucas chances claras de gol.

Foi o primeiro jogo do São Paulo depois da eliminação na Libertadores e das saídas de Ganso e Calleri, os melhores jogadores do time no primeiro semestre. O peruano Cueva e Ytalo foram os escolhidos como substitutos e não comprometeram.

Aliás, foi dos dois a jogada do gol do São Paulo. Ytalo ganhou no alto da defesa do Corinthians e tocou para Cueva que entrou na área e foi derrubado. Pênalti que o peruano bateu e converteu.

Mesmo com o empate do Corinthians, o São Paulo não abdicou de seguir atuando nos contra-ataques até o intervalo.

No segundo tempo, o cenário do jogo se manteve igual: nível técnico baixo e poucas chances para cada lado. Denis fez uma boa defesa impedindo o gol do Corinthians e o São Paulo não conseguiu concluir bem as oportunidades criadas, principalmente depois da entrada do garoto Luiz Araujo e da estreia de Gilberto.

Não foi um jogo bonito de se assistir. A segunda etapa, então, foi horrível. O Corinthians jogou muito mal e o São Paulo também não conseguiu se aproveitar disso para sair vitorioso.

Vamos aguardar mais para ver como o São Paulo irá se apresentar taticamente a partir de agora. Sem Ganso, Calleri e também Alan Kardec, que era a primeira opção na frente, o time perde a categoria dos passes e enfiadas de bola no meio-campo e o homem-referência no ataque.

A maneira do São Paulo atuar passava por esses jogadores. As próximas rodadas mostrarão como o time vai se comportar.


Termina o sonho da Libertadores para o São Paulo
Comentários 38

Abilio Diniz

O sonho acabou. O São Paulo lutou muito, mas sucumbiu ao Atlético Nacional nos dois jogos e está eliminado da Libertadores.

O time colombiano entrou para segurar o jogo, sem ter a necessidade de agredir o São Paulo. Os brasileiros, ao contrário, partiram para cima. O primeiro tempo são-paulino foi bom. O time se comportou bem, lutou demais e acabou marcando o gol em sua única jogada característica: a bola levantada na área. Mas em uma falha de posicionamento de sua defesa, acabou tomando o gol de empate.

O jogo ficou aberto, com o São Paulo seguindo brigando por toda bola. Os brasileiros tiveram a chance de marcar o segundo gol, mas com o lado esquerdo de sua defesa marcando muito mal, também correram muito perigo de levar mais um.

Já no segundo tempo, o Atlético foi muito melhor. Os colombianos dominaram o meio-campo, criaram várias chances e perderam alguns gols incríveis.

Até que, em um pênalti que existiu, em minha opinião, fez o segundo gol e acabou com as chances do São Paulo. Carlinhos não pode manter os braços abertos dentro da área.

Não adianta querer se justificar, dizendo que o árbitro não marcou pênalti a favor do São Paulo no primeiro tempo. É verdade, mas um erro não justifica o outro. O time do Morumbi fez ótimos 45 minutos iniciais, mas na segunda etapa, cedeu ao melhor futebol do Atlético. Assim também aconteceu no Morumbi.

Acabou o sonho da Libertadores. Agora, vem a realidade da vida. Vamos ver como o São Paulo vai se comportar.


Portugal surpreende e conquista Eurocopa
Comentários 5

Abilio Diniz

O futebol é bonito porque muitas vezes contraria a lógica. A final da Eurocopa foi emocionante. A França foi mais time hoje, é um time muito mais forte que Portugal, fez ótimos jogos durante a competição, mas na decisão acabou sendo superada.

Os donos da casa pressionaram o tempo todo mas esbarraram na garra e no espírito de luta dos portugueses. Impressionante o que correram e lutaram. Mesmo sendo um time mais fraco na qualidade, seus jogadores compensaram a diferença técnica com disciplina tática e muita entrega.

Os portugueses parecem ter se agigantado depois da saída de seu craque Cristiano Ronaldo, por contusão, ainda no primeiro tempo.

A França teve muito mais posse de bola e atacou sempre. Os portugueses se defenderam muito bem e tentaram jogar por uma bola, e ela veio no segundo tempo da prorrogação.

Foi uma grande vitória de Portugal, mas a França, apesar da tristeza de não conseguir ser campeã em seu próprio país, não deve desanimar. Sua seleção lutou bravamente e não ganhou pelo detalhe.

O país está de parabéns. Depois da violência sofrida por atos terroristas, teve coragem, foi em frente e realizou a Eurocopa com grande brilhantismo.

Parabéns a Portugal pela vitória e parabéns para a França, grandes anfitriões. Os franceses cantaram a Marselhesa e foram, heroica e dignamente, à luta. Esta eles venceram.


São Paulo perde e se complica na Libertadores
Comentários 23

Abilio Diniz

Que pena. Foi uma frustração para a imensa nação são-paulina que lotou o Morumbi e para os outros milhões de torcedores que acompanharam a partida desta quarta-feira.

A vitória do Atlético Nacional por 2 x 0 dificultou muito a vida do São Paulo na Libertadores. Para passar à final, o time agora terá que fazer algo que ainda não conseguiu neste campeonato: vencer fora de casa. E por dois gols de diferença, no mínimo.

Até que o São Paulo jogou bem no 1º tempo. O time teve maior domínio da bola, marcava muito, mas era pouco efetivo no ataque. O Atlético Nacional também fez bom jogo, mas dava espaço para o Tricolor jogar. Do outro lado, era difícil ver um colombiano livre. A marcação é uma característica marcante do time de Bauza e isso ficou nítido nos primeiros 45 minutos de jogo.

Na segunda etapa, o cenário era o mesmo até Maicon ser expulso. A atitude do zagueiro são-paulino poderia ser interpretada de várias maneiras pelo árbitro da partida. Ele escolheu ser mais rígido e aplicar o cartão vermelho. Discutir o critério do juiz é secundário; o ideal era que Maicon não tivesse dado chance para o azar.

Com um jogador a mais por 20 minutos, o Atlético Nacional fez valer sua qualidade e com belas trocas de passes chegou na área do São Paulo duas vezes e construiu o placar de 2 x 0.

O São Paulo é um time com bons jogadores, mas nesta partida sofreu por não ter um esquema tático que se mostrasse eficiente. Ainda com 11 de cada lado, havia o equilíbrio técnico, mas muito mais pela garra dos atletas do SPFC, que lutavam por toda bola. Com a inferioridade numérica, esta dificuldade ficou mais evidente e permitiu que os colombianos dominassem o jogo tranquilamente.

Semana que vem será o jogo de volta. Resta a nós, são-paulinos, torcer por uma atuação de gala da equipe. A situação está complicada, mas o SPFC já mostrou nesta Libertadores ser capaz de reverter quadros de muita dificuldade. É aguardar a próxima quarta-feira.


Atletas olímpicos e paralímpicos estrelam websérie sobre valores do esporte
Comentários 3

Abilio Diniz

Quem me acompanha, sabe o quanto dou valor ao esporte. Não é apenas por uma questão de saúde, bem-estar ou necessidade fisiológica. O esporte talvez seja a ferramenta mais eficiente para agregar ao indivíduo, de uma só vez, valores e benefícios à saúde.

A prática de uma atividade física educa, rejuvenesce, ensina. Onde quer que eu esteja, não abro mão de praticar um esporte. É o meu combustível para enfrentar com mais energia minha rotina profissional.

Por entender que o esporte é absolutamente relevante para o ser humano, sempre procurei apoiar iniciativas que tenham esse envolvimento. Foi assim com patrocínios para atletas, com a formação de novos valores com o Audax, e é assim com o NAR – Núcleo de Alto Rendimento Esportivo de São Paulo.

O NAR, uma iniciativa do Instituto Península, braço social da Península, empresa de investimentos da minha família, é reconhecido como um dos mais renomados centros de pesquisa científica e treinamento esportivo do mundo. Por ano, cerca de 1,5 mil atletas de mais de 75 modalidades passam por lá.

Acreditamos no poder transformador do esporte e por isso procuramos sempre promover os seus valores na formação integral do indivíduo. E são esses valores que serão detalhados na websérie #AbraceoEsporte, uma campanha digital que o Instituto Península lança a partir de hoje, dia 5 de julho, data que marca um mês para a abertura dos Jogos Olímpicos Rio 2016.

Serão cinco episódios, cada um deles dedicado a um valor do esporte: Determinação, Disciplina, Resiliência, Superação e Humildade. Ailson Feitosa, Diogo Silva, Yohansson Nascimento, Fernando Fernandes e Verônica Hipólito são alguns dos atletas olímpicos e paralímpicos que personificam estes valores e serão estrelas da campanha. Além disso, a série termina com um vídeo de boa sorte aos atletas.

A locação escolhida foi o NAR, local por onde passaram, e ainda passam, vários atletas que estarão competindo nos jogos do Rio de Janeiro.

A websérie será veiculada nos canais digitais do Instituto Península e do NAR:

Facebook: /institutopeninsula

Facebook: /nucleodealtorendimentoesportivo

Instagram: /narsp

Yotube: /institutopeninsula

Vale a pena conferir o conteúdo.


São Paulo perde mais uma e concentra forças para quarta-feira
Comentários 8

Abilio Diniz

A derrota do São Paulo para a Ponte Preta por 1 x 0 neste domingo foi a quinta em 13 rodadas do Campeonato Brasileiro. O time estacionou na 10ª colocação na tabela e começa a pagar o preço de disputar duas competições simultaneamente.

O São Paulo entrou hoje com o time reserva e, embora tenha um bom elenco, sofreu em Campinas. Muitos erros de passe, pouca criação e quase nenhuma inspiração. A expulsão de Matheus Reis logo no início do jogo praticamente acabou com as chances de um bom resultado. Nem mesmo as entradas de Carlinhos, Calleri e Ytalo mudaram o panorama do jogo.

A campanha apenas razoável do São Paulo neste primeiro terço do Brasileirão aumenta cada vez mais a obrigação de vencer a Libertadores. O time parece concentrar todas suas energias e futebol para a competição sul-americana. A diferença das atuações nos dois campeonatos é muito grande. Isso acaba criando uma dependência do título continental para salvar o ano.

Por enquanto, para a Libertadores, a estratégia está dando certo, porque com méritos, o São Paulo é o único semifinalista brasileiro. Se ganhar será espetacular. O time conquista um título cobiçado, importante, vai ao Mundial de Clubes e se garante na mesma competição no ano que vem. Se perder, fica com a difícil missão de se recuperar no Brasileirão a tempo de pelo menos terminar entre os quatro melhores.

Tenho certeza que o torcedor irá lotar o Morumbi quarta-feira e jogar junto com o time. A energia do estádio lotado apoiando a equipe vai contribuir muito. É o momento que todos nós são-paulinos esperávamos. Um bom resultado no jogo de ida é extremamente importante na condução da partida de volta. Acredito no São Paulo.


< Anterior | Voltar à página inicial | Próximo>