Blog do Abilio Diniz

Arquivo : março 2017

Vitória e vaga garantida na Copa da Rússia
Comentários 4

Abilio Diniz

O que parecia ser um grande risco acabou virando uma grande alegria. Há pouco mais de nove meses discutíamos se o Brasil poderia de ficar de fora de uma Copa do Mundo pela primeira vez na história. Hoje estamos celebrando nossa Seleção como a primeira que garante vaga para o Mundial, depois da Rússia, o país-sede.

É uma mudança de proporções gigantescas. E que bom tenha sido para melhor. Tite e seus comandados conquistaram mais do que a vaga para a Copa. Eles conseguiram trazer de volta o prazer de torcer pela Seleção. Isso é muito grande.

É incrível a personalidade deste time. A Seleção Brasileira é compacta, veloz, faz triangulações, é equilibrada entre ataque e defesa e joga sempre muito bem. Os jogadores têm sido colocados à prova e o resultado é ótimo: mostram qualidades individuais e evolução como equipe.

É sempre difícil jogar contra o Paraguai. É uma seleção que atua fechada e bate muito. A partida não foi tão bonita como contra o Uruguai, mas mesmo assim, o Brasil não deu chances ao adversário e embalou a oitava vitória consecutiva nas Eliminatórias.

Neymar foi o nome do jogo. Mesmo tendo perdido um pênalti, não desanimou, nem abaixou seu nível de atuação, marcando em seguida um gol sensacional. O Brasil foi tão superior que o goleiro Allison praticamente não pegou na bola.

A alegria retornou ao futebol brasileiro. Prova disso foram os gritos de “O Campeão Voltou” no estádio. As pessoas redescobriram a expectativa da chegada do momento de acompanhar o jogo do Brasil pela televisão. O povo sentia falta disso.

As vitórias seguidas e, principalmente, o desempenho do time, permitem que possamos começar a sonhar com uma grande atuação na Rússia. Parabéns ao técnico Tite e aos jogadores.


Clássico termina empatado no Morumbi
Comentários 15

Abilio Diniz

Não foi um bom jogo no Morumbi. O empate por 1×1 entre São Paulo e Corinthians valeu pelo segundo tempo, que teve um pouco mais de movimentação e emoção, além dos gols. Mesmo assim, a partida não foi um primor técnico.

A primeira etapa foi muito fraca. O SPFC ainda foi um pouco melhor porque pelo menos procurou jogar futebol. Algumas tentativas de jogadas, bons avanços pela esquerda com Luiz Araújo e Júnior Tavares, mas nenhuma oportunidade clara de gol.

O Corinthians deu um chute a gol, mas foi apenas isso. O time veio para marcar e tentar alguma coisa no contra-ataque.

Já no segundo tempo, a partida melhorou um pouco. O São Paulo apertou a marcação e começou a se aproximar mais perigosamente da área adversária. Até que em um escanteio, Cícero desviou para a conclusão de Maicon, que abriu o placar para a festa de um Morumbi com mais de 51 mil são-paulinos.

O Corinthians sentiu o golpe e não conseguia acertar mais os passes. Uma pena que o SPFC não conseguiu se aproveitar desse momento para matar o jogo. Pior, em mais uma falha terrível de posicionamento do sistema defensivo, Jô subiu completamente sozinho de cabeça para empatar a partida.

Depois disso, o que mais chamou atenção no jogo foi a rispidez de algumas jogadas e a atuação do árbitro.

Vamos seguir apoiando o São Paulo. Estamos classificados para a fase final do Paulistão e, com o retorno de alguns jogadores servindo as seleções de seus países, o time irá melhorar sob o comando de Rogério Ceni.


SPFC cumpre missão e avança na Copa do Brasil
Comentários 12

Abilio Diniz

O São Paulo carimbou na noite desta quarta-feira a vaga para a próxima fase da Copa do Brasil. O empate por 1×1 contra o ABC, em Natal foi suficiente para garantir a classificação depois da vitória por 3×1 no jogo de ida no Morumbi.

O começo do jogo não foi dos melhores para o SPFC. O gol do ABC logo aos dois minutos colocou o time de Natal na briga pela vaga. Aliás, mais um gol sofrido de bola parada, em falha de posicionamento.

O São Paulo demorou a entrar no jogo, mas aos poucos foi conseguindo mostrar sua técnica superior ao adversário. Cueva foi o responsável por igualar o placar e dar mais tranquilidade ao time de Rogério Ceni.

Na segunda etapa, o São Paulo voltou melhor e criou boas chances para sair vencedor da partida. Entendo até que a vitória poderia ter sido o resultado mais justo pelo que o time produziu depois do intervalo.

De toda forma, a missão está cumprida. Rogério Ceni e seus comandados seguem em frente na Copa do Brasil.


SPFC, em tarde infeliz, perde para o Palmeiras
Comentários 38

Abilio Diniz

Hoje foi o dia em que nada funcionou para o São Paulo. O time não esteve bem coletivamente, nem individualmente. O Palmeiras soube neutralizar os pontos fortes do SPFC e saiu vencedor.

Rogério Ceni entrou em campo com uma forma diferente de jogar. Não foi apenas o fato de atuar sem Cueva e estar com três homens no meio de campo. Diferentemente dos outros jogos o SPFC não conseguiu atacar. O time ficou preso atrás, os meias não avançaram e o ataque foi totalmente inofensivo.

No primeiro tempo, o jogo não foi uma maravilha técnica e o 0x0 parecia ser o resultado mais lógico, até que novamente o sistema defensivo não funcionou. Douglas e principalmente o instável Bufarini entregaram a bola para Dudu, que com toda sua habilidade e categoria viu Denis adiantado e bateu por cobertura para marcar seu gol.

O SPFC voltou modificado para o segundo tempo. Não só pela entrada de Wellington Nem, no lugar de Jucilei, mas também na forma de jogar. Rogério tentou dar mais agressividade ao time, mas logo no inicio tomou o segundo gol. Rogério tentou então o tudo ou nada, mas deu o nada. Tirou João Schmidt e colocou Lucas Fernandes novamente procurando melhorar a ofensividade. Mas, em nova falha da defesa, o time tomou o terceiro gol.

Uma tarde infeliz do São Paulo, que vinha jogando tão bem. Digo sempre que o Campeonato Paulista e os regionais não valem nada. Só existem para que os cartolas da CBF se perpetuem no poder. Por isso esses campeonatos só valem para se fazer experiências e preparar as equipes para torneios que sejam realmente importantes.

Claro que, para os são-paulinos ficou a tristeza de mais uma derrota para o Palmeiras e por um placar dilatado. Mas a hora é de levantar a cabeça, ter confiança e acreditar no trabalho de Rogério. O ano está apenas começando.

O mais importante vem pela frente e, mesmo em termos de Campeonato Paulista, temos muita folga para recuperação.


SPFC vence de novo jogando bela partida
Comentários 10

Abilio Diniz

Mais uma vitória convincente e com uma bela atuação do São Paulo. Os 3 x 1 de hoje contra o ABC, pela Copa do Brasil, deram uma boa vantagem para o jogo da volta, em Natal.

Luiz Araújo tem evoluído muito nas mãos de Rogério Ceni. O garoto tricolor tem jogado como gente grande, dando opções, fazendo tabelas, indo para cima dos adversários e fazendo seus gols. Nesta noite foram dois.

O SPFC começou em um ritmo alucinante. O time do Morumbi não deu espaços para o adversário desde o início do jogo. Mesmo marcando seu primeiro gol, não deixou de pressionar o ABC e controlou bem a partida, podendo até ter ampliado o placar antes de ir ao intervalo.

No segundo tempo, nova blitz do São Paulo. O time seguiu criando oportunidades até anotar o segundo gol. Uma pena que tenha sofrido seu gol logo em seguida, em um cabeceio depois de uma cobrança de escanteio. Uma falha que poderia ter sido evitada e que não pode ser colocada na conta do estilo de jogo de Rogério Ceni.

O bom é que o São Paulo não acusou o golpe e continuou jogando bem até matar a partida com um belo gol de Pratto, típico de um centroavante.

Mesmo o ABC não sendo um time com grande técnica, o SPFC novamente jogou muito bem. Tenho afirmado repetidamente que está dando gosto de ver o São Paulo atuar. Faz tempo que não vejo uma equipe ter tanta vontade ofensiva.

Que siga assim. Os são-paulinos estão orgulhosos de seu time.


Ataque eficiente garante nova vitória ao SPFC
Comentários 22

Abilio Diniz

Mais uma vez o estilo de jogo e o trabalho de Rogério Ceni fizeram a diferença. Mesmo com um time bastante modificado, o São Paulo goleou o Santo André, por 4 x 1 no Morumbi.

Mais do que a vitória, foi muito interessante comprovar que o time manteve o mesmo padrão de jogo, apesar das substituições feitas. Mérito total de Rogério, que vem demonstrando conseguir passar suas ideias de futebol para o elenco.

O SPFC joga pressionando o adversário, marcando no campo de ataque e sempre buscando o gol. O time se movimenta a todo momento e faz jogadas de muita velocidade e isso confunde bastante o sistema de marcação de quem o enfrenta.

O primeiro tempo foi excelente, com Jucilei muito bem à frente da zaga, dando o primeiro combate. O São Paulo jogou fácil e construiu o placar de 2 x 0 sem qualquer dificuldade. Já na segunda etapa, o Santo André pressionou e o SPFC teve um pouco mais de problemas porque diminuiu também o ritmo de jogo, permitindo que o adversário fizesse seu gol e o ameaçasse. Mesmo assim, o São Paulo conseguiu se segurar e retomou a tranquilidade do jogo com o gol de Luiz Araújo e fechando o placar com Gilberto.

É preciso destacar também a tarde infeliz da arbitragem no Morumbi. Pelo modo como atuou, o São Paulo nem precisava ter vencido com os dois irregulares confirmados pelo juiz.

Porém, o que quero novamente ressaltar é a forma como o time vem atuando. Mais importante que a vitória e o placar elástico, é como está dando gosto de ver o SPFC com essa fome de gols, jogando um futebol agressivo e muito bonito.

Rogério Ceni é o principal responsável por esse ótimo início da equipe. Parabéns também aos jogadores que vêm desempenhando nos jogos o que ele pede nos treinamentos.


São Paulo segue em frente na Copa do Brasil
Comentários 7

Abilio Diniz

Mais uma vitória do São Paulo com grande número de gols marcados. A cada jogo, o time do Morumbi demonstra que vai muito bem do meio-campo para frente. São criadas ótimas oportunidades e os gols estão surgindo. Hoje foram quatro, fora outras tantas chances desperdiçadas.

Dá gosto ver a agressividade do time de Rogerio Ceni. O treinador são-paulino continua fazendo a diferença neste início de temporada.

Por outro lado, o sistema defensivo ainda continua sendo um problema. Está certo que os dois gols foram resultados de falhas individuais, mas os lances também tiveram jogadores com problemas de posicionamento.

O São Paulo ataca com os dois laterais simultaneamente e isso é muito importante para as tabelinhas, triangulações e também para as chegadas à linha de fundo.

No meio, Rogério Ceni segura João Schmidt para Thiago Mendes avançar, sendo peça importante no ataque. Claro que tanta ofensividade assim resulta em uma defesa mais exposta. É o preço que, neste momento, o SPFC está pagando.

No jogo de hoje a diferença de qualidade entre os dois times era enorme e o São Paulo fez valer seu favoritismo e avançou na Copa do Brasil. O destaque da partida foi Cícero. Além de marcar três gols, o meio-campista tricolor jogou muito bem e foi o maestro do time.

Agora, na próxima fase, o São Paulo enfrentará o ABC, de Natal.


< Anterior | Voltar à página inicial | Próximo>