Blog do Abilio Diniz

Até logo
Comentários 82

Abilio Diniz

Amigos e amigas leitores deste blog, quero antes de tudo agradecer a atenção de vocês ao longo desses anos. Essa troca de visões e experiências foi extremamente gratificante para mim. Quero também agradecer muito ao UOL por este nobre espaço, de alcance e força indiscutíveis.

Mas chegou a hora de dar uma paradinha.

Acho que parar de escrever por um tempo é a melhor contribuição que posso dar hoje ao São Paulo, o meu time de coração e sobre o qual escrevi a maioria de meus posts aqui no blog.

Meus comentários, principalmente sobre estratégia e tática, tiveram sempre o objetivo de tentar ajudar os leitores a compreenderem a forma de atuação do time. É claro que sempre há espaço para aplaudir, mas muitas vezes as críticas são necessárias e, em alguns casos, remetem a posições acima do time e do Departamento de Futebol. Sempre fui crítico da atual gestão, que agora adquiriu o direito de dirigir o SP por quase três anos mais.

Desejo sucesso à gestão que se inicia agora e espero que o clube recupere o seu caminho e as suas glórias. Deixo aqui desde já o meu aplauso a tudo o que for feito de bom, da mesma forma que quero me escusar de criticar, mesmo que fosse necessário.

Várias pessoas me perguntam se seria possível esquecer o passado e, com meus conhecimentos de gestão, colaborar com os dirigentes do clube em prol de um SPFC mais forte e glorioso. Na minha vida já fiz isso várias vezes: não lamentar o passado e acreditar no futuro. Sempre achei que os grandes homens são reconhecidos mais por suas reconciliações do que por suas lutas. É claro que, para o bem do SPFC, poderia me reconciliar com o Leco. Mas, para isso, ele também precisa querer, de forma sincera e verdadeira. O mais importante seria ele se abrir para o novo, ciente de que a grandeza na vida é a nossa disposição para aprender. Aprender sempre.

Meus caros leitores, eu detesto três coisas: cebola, despertador e despedida. Então isso não é uma despedida, mas um até breve. Meu desejo é retomar o blog num futuro não muito distante.

Separei desde já espaço em minha agenda para ver praticamente todos os jogos da Copa do Mundo no ano que vem, quando nossa seleção deve brilhar sob o comando do Tite.

Espero voltar antes, mas, no máximo, até a bola rolar na Rússia estarei novamente comentando o futebol, essa eterna caixinha de surpresas, paixões e alegrias.

Até logo e muito obrigado.


Parabéns, Leco
Comentários 89

Abilio Diniz

Parabéns, Leco, você talvez tenha ganho uma das mais importantes eleições já realizadas no São Paulo. Não importam os caminhos percorridos, hoje isso é passado. O que importa é que você chegou lá.

Todos sabem que eu estava em lado contrário, apoiando a candidatura Pimenta, e critiquei muito a sua gestão. Mas isso também já faz parte do passado. O que importa é o presente e o futuro, e é dele que quero lhe falar.

O São Paulo é maior do que os seus dirigentes e os seus momentos. É para isso que devemos olhar. Você é o presidente eleito, e todos devemos agora apoiar o sucesso de sua gestão, pelo bem do nosso São Paulo.

Você recebe um clube com um Conselho totalmente dividido, e isso pode ser muito ruim para a sua gestão.

Eu sempre preguei a união de todos os partidos políticos do clube e de todos os conselheiros. Este apoio é fundamental para o sucesso de qualquer agremiação. Peço que você lute por isso, pacifique a política dentro do São Paulo, procure fazer com que não haja vencidos e vencedores. Assim poderemos levar o clube de novo a ser líder do futebol brasileiro e mundial.

Peço também que você dê força ao novo estatuto. Ele não é ainda o ideal, mas representa um avanço em termos de democratização e de uma nova governança. Sei que não vai ser fácil; tem muita gente próxima a você que prega o presidencialismo sem compartilhamento do poder e quer rever o estatuto. Espero que você resista.

Também espero que você escolha de forma adequada os membros do Conselho de Administração, contemplando os vários partidos existentes no Conselho. Tenho certeza que essa pluralidade democrática contribuirá fortemente para a tão necessária união.

Peço isso porque acredito que o sucesso de sua gestão dependerá muito do apoio que você tiver de todos.

O São Paulo vive um momento ruim, mas acredito que com união, boa gestão, transparência e a aplicação correta do novo estatuto, você poderá superar essa fase com o apoio maciço dos são-paulinos.

Não sou uma pessoa sectária. Acredito na busca de resultados de forma eficiente e pragmática. Sempre apoiarei as boas ações.

Você venceu a eleição, e agora torço para que faça o melhor pelo nosso querido clube.

Leco, eu lhe desejo boa sorte, saúde e que Deus ilumine o seu caminho.


SPFC não consegue criar e perde no Morumbi
Comentários 36

Abilio Diniz

Novamente o São Paulo não teve uma boa proposta de jogo para enfrentar um adversário com características táticas muito bem definidas. A dificuldade foi evidente e o resultado foi uma dura derrota por 2 x 0 para o Corinthians no jogo de ida da semifinal do Campeonato Paulista.

Todos sabem como atua o time de Carille. Defesa fechada, muita marcação, jogo truncado, sem deixar o adversário criar. O SPFC não conseguiu encontrar uma forma eficiente de neutralizar esse esquema tático.

O time de Rogério Ceni continuou com sua maneira de jogar, buscando o ataque sempre, com muita posse de bola e troca de passes, mas hoje com pouca efetividade. Foram poucos lances de gol, a não ser chutes de longa distância e bolas alçadas na área para cabeceio de Pratto, hoje pouco inspirado.

Perdendo por 2 x 0, Rogério colocou Gilberto no lugar de Luiz Araújo na volta do intervalo, deixando claro que iria priorizar o chuveirinho. O SPFC conseguiu pressionar mais, mas na realidade foi o Corinthians que caiu de produção depois da saída de Jadson, perdendo sua força de ter um contra-ataque eficiente.

O momento do São Paulo não é bom. Há uma desvantagem importante de dois gols na Copa do Brasil para enfrentar o Cruzeiro, em Belo Horizonte e agora, o mesmo prejuízo para jogar contra o Corinthians no Itaquerão.

É nítido o esforço de Rogério Ceni, que tem demonstrado trabalhar muito para tirar o time dessa situação. Mesmo assim, o SPFC continua sua trajetória perdedora também em 2017.

É preciso mudar o São Paulo e a esperança é a eleição deste dia 18. Quem sabe esta terça-feira passa para a história como o dia do renascimento do SPFC. Acredito muito que a aplicação do novo estatuto é a única saída para que o clube volte a seus momentos de glória e de vitórias. Que os conselheiros do São Paulo também compreendam a importância deste momento e façam sua escolha corretamente.


Derrota complica a vida do SPFC na Copa do Brasil
Comentários 10

Abilio Diniz

Mau resultado para o São Paulo no Morumbi. Não era o que os mais de 43 mil são-paulinos que foram ao jogo esperavam. A derrota por 2 x 0 para o Cruzeiro dentro de casa dificulta, e muito, a vida do SPFC na sequência da Copa do Brasil.

Na partida desta quinta-feira ficou nítida a dependência de Cueva. O São Paulo sofre muito sem o peruano. Sem ele, não há ninguém para armar o jogo. Sem criatividade, o time de Rogério Ceni sentiu muitas dificuldades e não conseguiu chegar com qualidade ao ataque contra o adversário.

Para piorar a situação, o Cruzeiro conseguiu abrir o placar em uma falta de sorte de Pratto, que anotou um gol contra. Ter que buscar o resultado trouxe muitos problemas ao SPFC, que não conseguia se organizar ofensivamente.

A dificuldade era visível, até que, em nova falha do sistema de marcação, Hudson aumentou o placar para o Cruzeiro e colocou ponto final em um jogo em que o SPFC realmente não se encontrou.

Vai ser uma missão difícil reverter o placar em Belo Horizonte. O Cruzeiro é um time muito eficiente na marcação e tirar uma vantagem desse porte exigirá uma atuação praticamente perfeita do São Paulo.

Que fique o aprendizado para corrigir os defeitos do jogo desta quinta-feira. O SPFC tem uma partida muito complicada contra o Corinthians neste final de semana pelo Paulistão e não pode deixar o resultado contra o Cruzeiro abalar, a ponto de prejudicar o desempenho do time.

Vamos seguir torcendo.


SPFC vence em jogo morno no Morumbi
Comentários 16

Abilio Diniz

É difícil tornar emocionante um jogo de campeonato regional entre um grande e um time do interior. O São Paulo, mesmo assim, fez sua parte e venceu o Linense por 2 x 0, dando um grande passo para se classificar à semifinal do Campeonato Paulista.

O Linense jogou pelo empate e veio completamente fechado. O São Paulo, mesmo vencendo, teve dificuldades para furar essa retranca, principalmente no primeiro tempo. O time teve muita posse de bola e não foi ameaçado, mas a falta de criatividade fazia com que a partida ficasse muito burocrática e com poucas chances de gol.

Logo no início da segunda etapa, o SPFC conseguiu marcar seu gol em uma jogada ocasional. Após um cruzamento, Rodrigo Caio cabeceou para o meio da área, mas a bola bateu em um zagueiro do Linense e matou o goleiro.

O gol poderia ser a chave para que o time do interior se abrisse mais em busca do empate. Entretanto, isso não aconteceu. Contra um adversário que seguiu fechado, o São Paulo seguia com controle do jogo, mas sem criar grandes oportunidades.

Com a expulsão de um jogador do Linense, o São Paulo se aproveitou e marcou seu segundo gol no final do jogo com Pratto, para aumentar mais a vantagem para o jogo de volta, no próximo final de semana.

Em uma partida morna, o destaque ficou para o bom trabalho de Jucilei, que dominou completamente o meio de campo. O SPFC ganha uma opção interessante tanto para o sistema defensivo, quanto para a saída de bola.


Vitória e vaga garantida na Copa da Rússia
Comentários 4

Abilio Diniz

O que parecia ser um grande risco acabou virando uma grande alegria. Há pouco mais de nove meses discutíamos se o Brasil poderia de ficar de fora de uma Copa do Mundo pela primeira vez na história. Hoje estamos celebrando nossa Seleção como a primeira que garante vaga para o Mundial, depois da Rússia, o país-sede.

É uma mudança de proporções gigantescas. E que bom tenha sido para melhor. Tite e seus comandados conquistaram mais do que a vaga para a Copa. Eles conseguiram trazer de volta o prazer de torcer pela Seleção. Isso é muito grande.

É incrível a personalidade deste time. A Seleção Brasileira é compacta, veloz, faz triangulações, é equilibrada entre ataque e defesa e joga sempre muito bem. Os jogadores têm sido colocados à prova e o resultado é ótimo: mostram qualidades individuais e evolução como equipe.

É sempre difícil jogar contra o Paraguai. É uma seleção que atua fechada e bate muito. A partida não foi tão bonita como contra o Uruguai, mas mesmo assim, o Brasil não deu chances ao adversário e embalou a oitava vitória consecutiva nas Eliminatórias.

Neymar foi o nome do jogo. Mesmo tendo perdido um pênalti, não desanimou, nem abaixou seu nível de atuação, marcando em seguida um gol sensacional. O Brasil foi tão superior que o goleiro Allison praticamente não pegou na bola.

A alegria retornou ao futebol brasileiro. Prova disso foram os gritos de “O Campeão Voltou” no estádio. As pessoas redescobriram a expectativa da chegada do momento de acompanhar o jogo do Brasil pela televisão. O povo sentia falta disso.

As vitórias seguidas e, principalmente, o desempenho do time, permitem que possamos começar a sonhar com uma grande atuação na Rússia. Parabéns ao técnico Tite e aos jogadores.


Clássico termina empatado no Morumbi
Comentários 15

Abilio Diniz

Não foi um bom jogo no Morumbi. O empate por 1×1 entre São Paulo e Corinthians valeu pelo segundo tempo, que teve um pouco mais de movimentação e emoção, além dos gols. Mesmo assim, a partida não foi um primor técnico.

A primeira etapa foi muito fraca. O SPFC ainda foi um pouco melhor porque pelo menos procurou jogar futebol. Algumas tentativas de jogadas, bons avanços pela esquerda com Luiz Araújo e Júnior Tavares, mas nenhuma oportunidade clara de gol.

O Corinthians deu um chute a gol, mas foi apenas isso. O time veio para marcar e tentar alguma coisa no contra-ataque.

Já no segundo tempo, a partida melhorou um pouco. O São Paulo apertou a marcação e começou a se aproximar mais perigosamente da área adversária. Até que em um escanteio, Cícero desviou para a conclusão de Maicon, que abriu o placar para a festa de um Morumbi com mais de 51 mil são-paulinos.

O Corinthians sentiu o golpe e não conseguia acertar mais os passes. Uma pena que o SPFC não conseguiu se aproveitar desse momento para matar o jogo. Pior, em mais uma falha terrível de posicionamento do sistema defensivo, Jô subiu completamente sozinho de cabeça para empatar a partida.

Depois disso, o que mais chamou atenção no jogo foi a rispidez de algumas jogadas e a atuação do árbitro.

Vamos seguir apoiando o São Paulo. Estamos classificados para a fase final do Paulistão e, com o retorno de alguns jogadores servindo as seleções de seus países, o time irá melhorar sob o comando de Rogério Ceni.


SPFC cumpre missão e avança na Copa do Brasil
Comentários 12

Abilio Diniz

O São Paulo carimbou na noite desta quarta-feira a vaga para a próxima fase da Copa do Brasil. O empate por 1×1 contra o ABC, em Natal foi suficiente para garantir a classificação depois da vitória por 3×1 no jogo de ida no Morumbi.

O começo do jogo não foi dos melhores para o SPFC. O gol do ABC logo aos dois minutos colocou o time de Natal na briga pela vaga. Aliás, mais um gol sofrido de bola parada, em falha de posicionamento.

O São Paulo demorou a entrar no jogo, mas aos poucos foi conseguindo mostrar sua técnica superior ao adversário. Cueva foi o responsável por igualar o placar e dar mais tranquilidade ao time de Rogério Ceni.

Na segunda etapa, o São Paulo voltou melhor e criou boas chances para sair vencedor da partida. Entendo até que a vitória poderia ter sido o resultado mais justo pelo que o time produziu depois do intervalo.

De toda forma, a missão está cumprida. Rogério Ceni e seus comandados seguem em frente na Copa do Brasil.


SPFC, em tarde infeliz, perde para o Palmeiras
Comentários 38

Abilio Diniz

Hoje foi o dia em que nada funcionou para o São Paulo. O time não esteve bem coletivamente, nem individualmente. O Palmeiras soube neutralizar os pontos fortes do SPFC e saiu vencedor.

Rogério Ceni entrou em campo com uma forma diferente de jogar. Não foi apenas o fato de atuar sem Cueva e estar com três homens no meio de campo. Diferentemente dos outros jogos o SPFC não conseguiu atacar. O time ficou preso atrás, os meias não avançaram e o ataque foi totalmente inofensivo.

No primeiro tempo, o jogo não foi uma maravilha técnica e o 0x0 parecia ser o resultado mais lógico, até que novamente o sistema defensivo não funcionou. Douglas e principalmente o instável Bufarini entregaram a bola para Dudu, que com toda sua habilidade e categoria viu Denis adiantado e bateu por cobertura para marcar seu gol.

O SPFC voltou modificado para o segundo tempo. Não só pela entrada de Wellington Nem, no lugar de Jucilei, mas também na forma de jogar. Rogério tentou dar mais agressividade ao time, mas logo no inicio tomou o segundo gol. Rogério tentou então o tudo ou nada, mas deu o nada. Tirou João Schmidt e colocou Lucas Fernandes novamente procurando melhorar a ofensividade. Mas, em nova falha da defesa, o time tomou o terceiro gol.

Uma tarde infeliz do São Paulo, que vinha jogando tão bem. Digo sempre que o Campeonato Paulista e os regionais não valem nada. Só existem para que os cartolas da CBF se perpetuem no poder. Por isso esses campeonatos só valem para se fazer experiências e preparar as equipes para torneios que sejam realmente importantes.

Claro que, para os são-paulinos ficou a tristeza de mais uma derrota para o Palmeiras e por um placar dilatado. Mas a hora é de levantar a cabeça, ter confiança e acreditar no trabalho de Rogério. O ano está apenas começando.

O mais importante vem pela frente e, mesmo em termos de Campeonato Paulista, temos muita folga para recuperação.


SPFC vence de novo jogando bela partida
Comentários 10

Abilio Diniz

Mais uma vitória convincente e com uma bela atuação do São Paulo. Os 3 x 1 de hoje contra o ABC, pela Copa do Brasil, deram uma boa vantagem para o jogo da volta, em Natal.

Luiz Araújo tem evoluído muito nas mãos de Rogério Ceni. O garoto tricolor tem jogado como gente grande, dando opções, fazendo tabelas, indo para cima dos adversários e fazendo seus gols. Nesta noite foram dois.

O SPFC começou em um ritmo alucinante. O time do Morumbi não deu espaços para o adversário desde o início do jogo. Mesmo marcando seu primeiro gol, não deixou de pressionar o ABC e controlou bem a partida, podendo até ter ampliado o placar antes de ir ao intervalo.

No segundo tempo, nova blitz do São Paulo. O time seguiu criando oportunidades até anotar o segundo gol. Uma pena que tenha sofrido seu gol logo em seguida, em um cabeceio depois de uma cobrança de escanteio. Uma falha que poderia ter sido evitada e que não pode ser colocada na conta do estilo de jogo de Rogério Ceni.

O bom é que o São Paulo não acusou o golpe e continuou jogando bem até matar a partida com um belo gol de Pratto, típico de um centroavante.

Mesmo o ABC não sendo um time com grande técnica, o SPFC novamente jogou muito bem. Tenho afirmado repetidamente que está dando gosto de ver o São Paulo atuar. Faz tempo que não vejo uma equipe ter tanta vontade ofensiva.

Que siga assim. Os são-paulinos estão orgulhosos de seu time.